Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

sábado, 19 de janeiro de 2013

Depois de andar de 'mãos dadas' semana passada com o prefeito Berguim, RC telefona pro ex-prefeito Djaci e lhe convoca para uma reunião...

Buscando refazer acomodações para pavimentar sua campanha de reeleição em 2014, o governador Ricardo Coutinho (PSB) começa a atenuar a possibilidade distanciamento político que suas movimentações no Vale do Piancó possam causar entre as lideranças da região. Em Itaporanga, por exemplo, o socialista andou "de mãos dadas", semana passada, com o prefeito Audiberg Alves (PTB) pelas ruas da cidade quando de sua estada na 'Rainha do Vale' durante os festejos de aniversário do município.
Berguim, como se sabe votou em José Maranhão (PMDB) nas eleições de 2010, mas Coutinho deseja, agora, poder contar com o apoio político do novo prefeito. No entanto, o governador não quer perder o apoio do ex-prefeito Djaci Brasileiro (PSDB), seu aliado desde 2010, por isso, telefonou para o tucano marcando um encontro que deve ocorrer neste final de semana.
Djaci não está morto politicamente e Ricardo Coutinho disso. Perder um apoio do porte e da importância de quem já foi deputado por quatro mandatos não é uma tacada inteligente para nenhum candidato ao Governo do Estado. Berguim, de início segue colhendo os frutos da aproximação com o governador, haja vistas, que a estrutura de infraestrutura do Estado tem socorrido a atual gestão nos trabalhos pesados desempenhados no município.
Porém, será bastante interessante o palanque que se formará em Itaporanga visando a disputa de 2014. Há expectativa para saber quem ficará com quem, pois o ex-prefeito campinense Veneziano Vital (PMDB) é o nome mais expressivo das oposições para enfrentar Coutinho e rodará o Estado arregimentando apoios ao projeto Vené-14. Itaporanga por ser o município pólo da região está na lupa dos peemedebistas que buscarão unir forças para chegar ao poder estadual.
E como se pode observar, Ricardo Coutinho não quer deixar espaço para investida do 'cabeludo' em lideranças 'cassistas', como se enquadra o ex-prefeito Djaci Brasileiro. Um cenário seguro mesmo de como ficará essas acomodações só saberemos lá pro idos do ano que vem, mas o encontro com o governador deve render dividendos para o tucano.
Aguardemos!!!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário