Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

domingo, 15 de agosto de 2010

Cássio lidera a corrida para o senado com 45%

Para o senado Cássio tem 45%, Vitalzinho 22%, Wilson Santiago 20% e Efraim Morais 19%.
Se a eleição fosse hoje, o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o deputado federal Vital do Rêgo Filho (PMDB) seriam os eleitos para o Senado. De acordo com a pesquisa do Instituto Diário Data Associados, o tucano tem 45% das intenções de voto e o peemedebista, 22%, contabilizando a primeira e a segunda opção dos eleitores consultados pela instituição.

Cássio e Vitalzinho são seguidos por Wilson Santiago (PMDB), com 20% das intenções de voto; Efraim Morais (DEM), 19%; Vital Farias (PCB), 3%; Maria das Dores (PCO), 2%; Edgar Malagodi (Psol), 1%, e Marcos Dias (Psol), 1%. Não pretendem votar em ninguém 32% dos eleitores e 56% pretendem votar em branco ou anular o voto. Como a pesquisa leva em conta a primeira e a segunda opção do eleitor, as percentagens chegam a 200%.


Já Vital Filho vem em segundo com uma pequena vantagem sobre o colega de partido Wilson Santiago.

Levando em consideração as mesorregiões do estado, a pesquisa mostra que Campina Grande, o Agreste e a Borborema foram determinantes para os dois postulantes que lideram a corrida eleitoral para o Senado. Só para se ter uma idéia, Cássio tem51% dos votos no Agreste, 52% na Borborema e 50% em Campina. Já Vitalzinho possui 20% no Agreste, 31% na Borborema e 38% em Campina Grande.

Um dado interessante, revelado pela pesquisa, é que o candidato ao Senado, Wilson Santiago, tem minado a força de Efraim no Sertão, principal reduto eleitoral do senador democrata. Lá, enquanto o peemedebista ostenta 37% da preferência dos eleitores, Efraim não passa de 11%. O senador, curiosamente, apresenta sua melhor avaliação em João Pessoa, com 25%, e no Agreste, com 24%.

Entre os representantes dos partidos nanicos, o cantor e compositor Vital Farias é o melhor avaliado em diferentes regiões do estado. Ele tem 9% das intenções de voto na Borborema; 4% em Campina e em João Pessoa; 3% no Agreste e no Sertão, e 2% na região da Mata paraibana.

Texto: Jornal O Norte
Protocolo de registro no TRE: 24428/2010
Foto: Hugo Carneiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário