Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

sábado, 29 de agosto de 2009

PARTE I – Cássio Cunha Lima revela que aprendeu muito com modelo americano de administrar


Janildo Silva e Clilson Júnior

Guarulhos/SP – Em uma entrevista bastante rápida, mas muito elucidativa, o ex-governador da Paraíba Cássio Cunha Lima (PSDB) entrou em detalhes sobre sua experiência nos Estados Unidos e revelou ter aprendido muito ao se aprofundar no modelo americano de gerir a coisa pública. “A experiência foi muito boa no campo pessoal. Foi possível estudar inglês que é uma língua, hoje, profundamente necessária em vários aspectos, conheci novas pessoas, me aprofundei na cultura americana e no modelo americano de gestão. Acredito que foi um tempo extremamente produtivo e proveitoso para minha vida”, disse.
Mostrando o cansaço natural de uma viagem de Miami para São Paulo, Cássio falou sobre a saudade da família e os últimos dias na terra do Tio Sam. “O que mais fazia falta eram as pessoas da minha convivência afetiva, familiares e amigos, mas deu para matar a saudade quando meus três irmãos e Frabrini, meu sobrinho, além do meu filho Pedro, nos encontramos na fase final da viagem e ai foi férias mesmo”, comentou com um sorriso.
Mesmo sendo obrigado a deixar o governo pro força de decisão do TSE, Cássio se mostrou satisfeito com o período que teve para avaliar sua vida. “Durante este tempo nunca tive oportunidade semelhante a essa. Em outras oportunidades sempre tive folgas em períodos curtos e carregados de problemas. Seja quando eu estava na prefeitura de Campina Grande, no governo do Estado ou mesmo no Congresso Nacional. Sempre com o celular ligado e enfrentando problemas diários e desta vez pude me desconectar dos problemas”, disse.
Em instantes, Cássio fala sobre Cícero, Efraim, PSDB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário