Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Efraim Morais admite outro nome que não o dele e o de Cícero para governador

Cássio mal pisou em solo Brasileiro e as especulações começam a tomar um rumo na política Paraíbana, As declarações abaixo são do senador Efraim Morais, do DEM, sobre as eleições 2010, deixando claro que não descarta a possibilidade de todo o grupo liderado pelo ex governador Cássio Cunha Lima votar em Ricardo Coutinho.

“Temos dois nomes postos: o meu e o de Cícero. Mas a perspectiva de vitória é fundamental. E se isto não for possível nas nossas candidaturas nós precisamos pensar em outras possibilidades".

"Temos que entender que o governador José Maranhão (PMDB) é o nosso adversário em comum e que para derrotá-lo precisaremos manter as oposições unidas”.
“Não podemos afundar todo o nosso grupo político só para insistir em uma candidatura inviável. Se fizermos isto, poderemos colocar em risco não só a chapa majoritária, mas também toda a nossa bancada proporcional".

"Falta a peça principal que é Cássio. Com a chegada dele, vamos definir a chapa. Não podemos ter briga paralela. Nossa definição é de estar ao lado de Cássio. Pregamos a unidade acima de interesses localizados".

Fonte: Célio Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário