Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Fim da Crise

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, defendeu nesta quinta-feira sua política de reativação da economia ao afirmar que o povo americano assiste ao "início do fim" da crise econômica.
Em um discurso pronunciado no subúrbio de Washington, para apoiar o candidato democrata ao governo da Virgínia, Obama retomou o vigor da campanha presidencial para defender seu plano de relançamento da economia, de 787 bilhões de dólares.
"É muito provável que estejamos caminhando para assistir ao início do fim da recessão", disse o presidente, ao citar suas medidas para combater o desemprego.
Os números sobre o desemprego serão publicados nesta sexta-feira e os especialistas antecipam uma taxa de 9,6%, algo sem precedentes em 26 anos.
Ao rebater as críticas de seus adversários republicanos, Obama lembrou que "esta crise foi gerada há vários anos. Não começou no mês passado. A crise bancária não começou no meu mandato, que a verdade seja dita".
O presidente se referia a seu predecessor, o republicano George W. Bush.
O bureau de orçamento do Congresso informou hoje que o déficit no orçamento dos Estados Unidos atingiu 1,3 trilhão de dólares em julho, sobre os dez primeiros meses do exercício em curso, que termina no dia 30 de setembro.
A cifra é superior aos 880 bilhões de dólares de déficit que registrava o orçamento no mesmo período do ano anterior.
Os republicanos afirmam que o plano de estímulo à economia de Obama apenas aumenta o déficit e não gera empregos.
Por: uol.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário