Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Queiroz diz que segunda sessão não tem validade, chama Saulo e Valeriano de 'falsos moralistas' e denuncia falha em licitação feita por Zé Porcino

Após o encerramento da primeira sessão, pelo vereador/presidente Zé Queiroz (PMDB), a Câmara Municipal de Itaporanga se viu, minutos depois, palco de uma segunda sessão presidida pelo vereador Francisco Saulo (PSDB) com a presença de cinco vereadores em plenário (Lula da Farmácia, Duvan, Zé Valeriano e Zeca da Encarnação) que deliberaram pelo recebimento da denúncia apresentada pelo suplente Márcio Rodão (PMDB) e, consequente, afastamento de Queiroz da Presidência da Casa.
Zé Queiroz disse em entrevista que a sessão realizada pelos seis vereadores não tem validade, pois cumprira a determinação judicial, que marcava a abertura dos trabalhos da sessão extraordinária às 8h. "Começamos às 8h10m e encerramos às 9h. Então, essa sessão deles é sem validade", afirmou. Queiroz falou, em seguida, sobre o encerramento da primeira sessão: "Encerrei a sessão porque eles querem que eu me afaste de qualquer jeito por 90 dias e, depois, eles pedirem prorrogação por mais 90 dias... só que meu mandato à frente da Presidência acaba em 31 de dezembro e aí eu não retornaria ao cargo. A pauta era a criação da comissão. Eu disse que seria criada, mas, eles não aceitaram", comentou.
Queiroz afirmou que não está negando aos vereadores acesso aos documentos solicitados. "Eles sabem que não tem nada de errado na Câmara, querem me perseguir e me tirar da Presidência", pontuou para, em seguida, disparar que se for feita uma análise em contas de alguns ex-gestores da Casa serão encontrados casos mais graves. Dando um exemplo do que pode ser encontrado caso seja aberta a caixa preta da Câmara, Zé Queiroz disse que um desses caso aconteceu num processo de licitação ocorrido durante a gestão do ex-presidente Zé Porcino (PMDB), "que tem intriga comigo por conta do irmão (ex-prefeito Antônio Porcino)".
"Se for analisar as contas de alguns presidentes de gestões passadas agente vai encontrar falhas como as que encontrei numa licitação feita pelo vereador Zé Porcino (quando presidente da Casa), onde um 'camarada' ganhou uma licitação no valor de R$ 950,00 reais mas quem prestava o serviço era outra pessoa por R$ 100,00 reais, ou seja, depois do cheque sacado de R$ 950 o cara só recebia R$ 100... Eu tenho prova contra alguns deles. O medo deles é que eu possa analisar as contas de alguns ex-presidentes", declaro.
Ao final da entrevista, Zé Queiroz chamou os vereadores Saulo e Valeriano de "falsos moralistas". "Só lamento dizer que Itaporanga tem que aprender e saber votar e nunca mais conduzir ou reconduzir esse tipo de gente para representar o povo. Itaporanga não merece passar por isso", concluiu.

Postado por Ricardo Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário