Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

segunda-feira, 5 de julho de 2010

PP sai da chapa com PSB e se coliga a PMDB e PTB

Phelipe Caldas

O que já era especulado desde a manhã desta segunda-feira (5) agora é oficial. O ex-deputado federal Enivaldo Ribeiro (PP) confirmou no meio da tarde que o partido está deixando a coligação encabeçada pelo ex-prefeito pessoense Ricardo Coutinho (PSB) e vai liberar seus filiados para votar em quem eles quiserem para governador. Mas na disputa proporcional já anunciou dobradinhas com partidos ligados diretamente ao governador José Maranhão (PMDB).

A legenda vai concorrer para a Câmara dos Deputados coligada com um chapão liderado pelo PMDB e vai disputar vaga na Assembleia Legislativa coligado com o PTB.

Ao justificar a decisão, Enivaldo foi enfático. “Tentamos de tudo. Dialogamos até o último momento e fizemos o possível para não tomarmos esta decisão, mas não nos deram outra alternativa. Existiam vagas importantes para o PP na chapa e mesmo assim não nos deram nada. Perdemos a possibilidade de indicar o vice-governador e até a candidatura do ex-senador Ney Suassuna ao Senado nos foi negada”, disparou.

Para ele, portanto, o PP foi preterido da conjuntura partidária, de uma forma que o ex-deputado considera desrespeitosa. “Ney Suassuna, inclusive, pediu para eu transmitir a sua tristeza. Porque ele estava no Rio de Janeiro e o chamaram para ser candidato. Mas na hora decisiva recuaram e não deram espaço para ele na chapa”, reclamou, dando a entender que pessoas ligadas a Ricardo teriam convidado o ex-senador para ser candidato, possivelmente no lugar do senador Efraim Morais (DEM).

Apesar da mudança provocada na sua posição política, Enivaldo Ribeiro evita falar em rompimento com Ricardo. “Não gostaria de usar o termo rompimento, até porque os filiados estão liberados para votar em quem quiserem. Diria que apenas saímos da coligação pré-anunciada na convenção por achar que não nos deram o espaço que merecíamos”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário