Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

sábado, 21 de maio de 2011

O MUNDO VAI SE ACABAR

Para alguns ingênuos, de visão negativista da vida, a idéia de que o mundo, no sentido cósmico, vai se acabar é uma constante. Por conta disso, vivem desesperados, atordoados, preocupados, sem falar no drama do medo que os aflige a todo o momento. E para isso, não falta profeta agoureiro.

Quando criança,ouvia essa notícia funesta, que me amedrontava, tirando o gosto de viver: “o mundo vai se acabar, desta vez , com fogo”. Lembro-me, que ficava apavorado, triste, com medo, quando as pessoas diziam que as estrelas iriam despencar lá do céu, a lua e o sol iriam se chocar, labaredas de fogo iriam descer do céu, queimando toda humanidade. Seria um dia de horror. Fui crescendo ouvindo essa estória apocalíptica, marcando um pouco de minha vida. Porém, com meus estudos acadêmicos na área da filosofia e da teologia, superei esse trauma.

O tempo foi passando, e a profecia de cataclismo de dimensão cósmica, ou planetária, não caiu no esquecimento, pelo o contrario,continua mais forte do que nunca, em pleno século XXl. E neste mês de maio de 2011, mais uma vez, somos bombardeados pela mesma profecia funesta, para assombro de tantas pessoas ingênuas ou não. Os agoureiros de plantão estão de volta, com toda sua força de persuasão, anunciando a data do fim do mundo cósmico: “dia 21 deste”. Esses profetas de mau agouros não estão nem aí, com as possíveis conseqüências, advindas desse anúncio catastrófico.

Vejam o que tenho ouvido de algumas pessoas, durante esta semana, com relação a este aviso apocalíptico:

-“Seu padre, o mundo vai se acabar mesmo, no dia 21 de maio? Não estou dormindo de tanto medo”.

“Padre, diga a verdade: vai ou não vai acabar no dia 21? os padres sabem só que não querem contar para nós”.

“Ave Maria, Ave Maria,Deus defenda o mundo se acabar com nós vivos.O que será de nós”?

“Ah, quero estar dormindo quando começar o destroço. Deus me livre está acordado nesta hora de agonia. Cruz credo”!

“Padre, por que Deus vai querer acabar com este mundo tão bonito, ele não gosta mais de nós”?

“Se Deus é amor, por que ele vai querer que a gente morra queimado, as estrelas caindo em cima de nós”?

“Se o mundo vai se acabar mesmo, então pra que estudar, trabalhar, se vamos logo,logo morrer”?

Uma criança me disse: “padre Djacy, meu pai, minha mãe, meus irmãos, meus colegas de escola vão morrer todos, sábado? Estou com muito medo”.

“Meu Frei Damião,meu padim Cíço,o que será de nós quando as labaredas de fogo começar a descer do céu? Já sofro do coração,sei que vou morrer só em ver o começo”.

Seu padre,vai morrer muita gente do coração só em pensar que a hora está chegando”.

“Na hora em que o mundo começar a pegar fogo,quero estar com minha mulher e meus filhos”.

Deus, no seu amor incomensurável pelo a vida, quer, de fato, acabar com o mundo, não o mundo físico, cósmico, mas, sim, o mundo do mal, que impede dos seus filhos viverem com dignidade, com vida em abundância, conforme o desejo de Jesus: “Eu vim para que todos tenham vida”.

Na minha concepção cristã, o mundo o qual Deus quer destruir,não é o nosso planeta terra, e sim, tudo aquilo que impossibilita o homem viver bem,com dignidade.Trata-se da cultura de morte impregnada na sociedade hodierna.E essa cultura maldita, destrutiva, desumana é caracterizada pela violência,drogas, miséria, fome, guerras, desemprego, injustiça social ou exclusão social, corrupção,desmando político-administrativo,consumismo desenfreado, idolatria do ter, do poder e do prazer, relativismo dos valores ético-morais , coisificação da pessoa humana etc.Essa realidade de morte-“mundo”-não é compatível com o desígnio do Pai.Ora, é vontade de Deus-e faz parte do seu plano original- que todos os homens e mulheres sejam felizes.Então, pergunto: Deus, o Senhor da vida, está satisfeito com esse “mundo”,ou melhor, com essa situação de morte? Claro, que não.

Um dado bem concreto, bem histórico, do mundo do mal o qual Deus quer acabar, está à nossa frente, fazendo parte da nossa realidade paraibana. Vejamos. Segundo o IBGE, ”na Paraíba, há 613 mil pessoas em pobreza extrema”.Questiono: Deus está feliz com essa realidade de morte,que está tirando a vida desses seus filhos? Deus quer que seus filhos passem fome, vivam na miséria etc.? Essa situação agrada a Deus, que é amor, compaixão, e a pessoa humana, criatura sua, tão especial aos seus olhos? Aliás, a Sagrada Escritura afirma que “o homem é imagem e semelhança de Deus”.

Posso afirmar, sem medo de errar, que para esses paraibanos, o mundo –sua vida-já se acabou há muito tempo.Como é notório,em situação de miséria não há vida, e sim, morte. Então, chegou a hora de resgatarmos o mundo da vida para esses irmãos,que gritam, pungentemente, por vida em abundância.Vamos à luta!

Com essa visão otimista, esperançosa de um mundo melhor, afirmo, peremptoriamente, que é nossa missão de cristãos unirmo-nos na luta contra esse mundo excludente, satânico, violento, materialista, hedonista, e a nossa arma eficaz para tal intento chama-se fé cristã. É essa fé que deve ser usada como instrumento de libertação, e não de alienação. Aliás, a fé cristã só tem sentido se for historicizada, contextualizada. Uma fé alienante, aérea, desencarnada não contribui, de forma alguma, com a liquidação desta realidade de cultura de morte (o mundo do mal).

Creio que profecia funesta como essa, só tem a contribuir com o avanço do mal, com o recrudescimento da cultura de morte. Além disso, leva muitas pessoas ao comodismo, à alienação política e religiosa.

“Quando contemplo o firmamento, obra de vossos dedos, a lua e as estrelas que lá fixastes; que é o homem, digo-me então, para pensardes nele” (Salmo 8,4-5)?

Se Deus é louco pelo homem e a mulher, então, por que haveria de destruir sua morada, no caso, o planeta terra? Jamais o mundo, no sentido cósmico, será destruído pelo o Senhor do céu e da terra.

“Eu vim para que todos tenham vida”, disse Jesus.

Sigam-me pelo o twitter; @padredjacy

Nenhum comentário:

Postar um comentário