Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

terça-feira, 31 de maio de 2011

Confira o vídeo da reportagem sobre a falta de merenda escolar em Catingueira

A reportagem tão aguardada pelos catingueirenses, sobre a falta de merenda escolar na cidade de Catingueira, foi ao ar na manhã desta segunda-feira (30) no programa “Correio Manhã” da TV Correio, afiliada a rede Record de Televisão, apresentado pelo Jornalista Fabiano Gomes.

A reportagem iniciou com um comentário do jornalista dizendo: “É obrigação do estado e das prefeituras destinarem parte dos recursos do fundo nacional de desenvolvimento da educação para a merenda escolar. Mas isto não está acontecendo a cerca de dois meses no município de Catingueira, sertão do estado. Para vocês terem uma idéia, os professores tem que liberar as crianças mais cedo para não passarem fome. Uma triste realidade”.

Devido a falta de merenda escolar que a dois meses atinge as escolas da rede municipal de ensino, a reportagem flagrou panelas e fogões vazios.

A repórter Mônica Rodrigues perguntou as crianças se elas estavam sem merenda, como resposta foi dado um grande “SIIIIIIIIMMMMMMMMMMMMM”

A diretora da Escola Maria Celeste Pires Leite, Francileide Félix, confirmou a falta de merenda. “Não é só nesta escola que falta”.

Pais de alunos confirmam a dificuldade das crianças, e disseram que “quem tem dinheiro, ou trás lanche de casa, come, e quem não trás nada, fica sem comer”. “Meu menino pequeno tem cinco anos, chega em casa dizendo: ‘mainha eu não agüento mais comer caldo com macarrão ou então milho com leite (mucunzá)’. Até no começo do ano teve, e agora, mas nada”. disse a senhora Luzimar da Silva emocionada.

Na zona rural do município a situação é a mesma. De acordo com a professora Maria do Socorro Bezerra, que lecionada na escola do sítio curtume. Por causa da falta de merenda, os alunos estão saindo uma hora mais cedo do horário normal, prejudicando inclusive o aprendizado das crianças, já que a escolha não vem cumprindo a carga horária obrigatória. “Eles mandam soltar de 11 horas, mas eu mesmo não solto de 11. Eu solto antes. Por que eu não vou deixar que a criança fique com fome” disse a professora Socorro Bezerra.

A reportagem também flagrou uma criança indo para casa mais cedo. Motivo? Estava sem merenda e a criança não tinha levado lanche.

A equipe da reportagem tentou falar com o prefeito Edivan Félix e com a secretária de educação, Rita Félix, porém teve a informação que os mesmos estavam na cidade de Patos, lugar onde moram.

O jornalista Fabiano Gomes comentou o fato. “Prefeito de Catingueira... Não tem merenda, por que ele não compra merenda. E tá em Patos, por que mora em Patos. Cadeia neles, Ministério Público neles, prisão perpetua para que rouba dinheiro de merenda”. Disse Fabiano.


ASSISTA A REPORTAGEM:


Fonte: catingueiraonline com TV Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário