Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Rumores sobre chapa formada por Cássio, Agra e Maranhão estraçalham os nervos de RC; tucano prepara as chuteiras

Cada vez mais firme o propósito das oposições ao governador Ricardo Coutinho de saírem unidas. Um namoro, que pode caminhar para o casamento, estaria em curso no ambiente político paraibano.
Fontes de três partidos que desejam se confrontar com o esquema de Ricardo Coutinho revelaram ao Jampanews que PSDB, PEN e PMDB já conversaram, de forma até solene, sobre a possibilidade de uma aliança em torno do nome do senador Cássio Cunha Lima.
De forma muito discreta, os fatos estão vazando e a chapa formada pelo tucano Cássio Cunha Lima (PSDB) tendo como vice o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PEN), seria reforçada por nome ao Senado indicado pelo partido de José Maranhão, o PMDB.
Segundo experientes analista essa seria uma chapa imbatível de tal prestígio eleitoral que dificilmente existiria um segundo turno. Dessa forma, além da vitória quase que antecipada, os custos da campanha seriam significativamente reduzidos, aspecto que agradaria a muita gente.
De acordo com espaços na mídia nacional Cássio já teria se movimentado no sentido de dar início a organização da campanha e já teria escolhido coordenador, o vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira, que já se notabilizou por idealizar e concretizar vitórias eleitorais.
A notícia foi publicada no blog do jornalista Mino Pedrosa e dá como certa a candidatura de Cássio ao Governo do Estado, informação que provocou terremotos na geografia política do Estado e pavor na Granja Santana. Ricardo teria revidado com torpedos e mísseis nucleares, ma não conseguiu contato com o tucano, especialista em driblar todo e qualquer sistema de vigilância aérea.
A união de Cássio e Maranhão seria um movimento dos políticos tradicionais contra a facção sindicalista liderada pelo governador Ricardo Coutinho. Juntos, Cássio e Maranhão mediriam forças com o esquema de Ricardo e tirariam a limpo quem realmente manda na política da Paraíba.

Reforço Legislativo

Reforçando o esquema contra Ricardo Coutinho, o presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Marcelo, encarregado de minar as bases do Governo, enquanto Cássio e Maranhão incendeiam as ruas na ótica de estrategistas que já teriam começado arregaçar mangas no sentido de dar norte a uma chapa para lá de flex.
As fontes ressaltam que ainda são apenas conversas nas horas de amenidades, mas que podem evoluir para algo mais concreto, assim que os protagonistas da próxima batalha eleitoral descobrirem o quanto seria conveniente essa aliança cuja força avassaladora de votos – confirmada pelos resultados eleitorais das últimas décadas – se mostra capaz de varrer do Palácio da Redenção o governador Ricardo Coutinho.
Elas são tão acalentadoras, dizem as fontes, que sequer foi avaliado as áreas de turbulência no percurso das negociações, amontoadas na Serra da Borborema. Mas, o que fica evidente é que, se confirmada nada seria capaz de detê-la tal a receptividade do eleitorado.

A flor da pele
Os radares do Mago já pressentiram a formação de nuvens negras no horizonte político, carregadas de raios e trovoadas com potencial para inundar os campos de girassóis. DE acordo com as fontes todo comando socialista encontra-se voltado para monitorar os passos dessas lideranças na tentativa de abortar o casamento.
Tão a flor da pele os nervos do Mago, que ele teria reconstruído os laços com a conselheira espiritual, Mãe Renilda, de quem teria se afastado logo que ganhou a campanha de 2010. Mas o portal foi informado que Ricardo teria consultado a Mãe de Santo no início do ano – superstição que adota muitos políticos brasileiros, conhecidos por não dispensarem ajuda de ninguém, em ano eleitoral, principalmente dos orixás e outras entidades religiosas – para antecipar os acontecimentos e o que viu nos búzios, realmente não é brincadeira.
Crendices aparte as conversas existem, avançam e as eleições de 2014 pode repetir a de 98 quando um Maranhão imbatível triturou um indefeso rival.
Como não é bom duvidar das previsões dos meteorologistas políticos da Paraíba, capazes de adivinhar chuva no deserto, vamos aguardar o desenrolar dos fatos.

Da Redação
Com JampaNews

Nenhum comentário:

Postar um comentário