Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Estudantes universitários de Piancó cansaram de esperar por resposta da prefeitura e locam ônibus por conta própria...

Os estudantes universitários que se deslocam de Piancó à Patos todos os dias, sempre a partir das 17:00h, cansaram de esperar uma decisão  do prefeito Sales Lima (DEM) e enquanto não se encontra uma solução para o transporte destas pessoas até as faculdades na cidade de Patos, foi necessário que, aqueles que precisavam seguir o calendário do ano letivo - já que pagam muito dinheiro pelos cursos particulares -, encarar uma atitude mais dispendiosa: Locaram um ônibus particular, da empresa Real Maia, para não perder o ano letivo. Até o ano passado, mesmo com algumas dificuldades, os estudantes conseguiram do Município o transporte, de forma precária e até discriminatória, para seguirem até a Universidade. Neste ano de 2013 o problema se agravou e mesmo com algumas mobilizações a maior parte dos universitários que tiveram esse direito garantido pelo executivo local.
Realmente o município não é obrigado a subsidiar o transporte escolar para o ensino superior, uma vez que, constitucionalmente, sua obrigação é a educação básica do 1 ao 5 ano (séries iniciais). No entanto, sabe-se que essa é uma realidade Brasileira, muitos alunos se deslocam a cidades próximas pra frequentar curso superior. Neste caso, o bom senso deve prevalecer e a forma legal deve ser observada para que o município possa subsidiar esse transporte. Marcar audiência com o Prefeito seria uma boa opção, demonstrando a ele o retorno futuro que isso trás ao município. Porém esta conversa deve ser amigável, sem animosidades.
É necessário destacar que o repasse desse subsídio deve ser baseado em lei local. Outra forma seria a criação de uma associação de estudantes, como a AUPI que já existe em Piancó, e através de lei o Município pode repassar uma subvenção. Com certeza o prefeito Francisco Sales de Lima e a Secretária de Educação, Eliana Lacerda, em comum acordo com a AUPI encontraram um denominador comum e solcuionaram este problema para não prejudicar os estudantes universitários. (com OBlogdePianco)

Nenhum comentário:

Postar um comentário