Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

terça-feira, 16 de abril de 2013

Algo estranho no PMDB: após saída de Wilson Santiago e de Antônio Porcino, quem deve deixar a legenda é o deputado Benjamim Maranhão.



Realiza-se no PMDB paraibano mais uma movimentação estranha. O deputado federal Benjamim Maranhão deve se dissociar do partido comandado pelo seu tio, o ex-governador José Maranhão. Não há informação se é porque o projeto político dele se confunde ou uma estratégia de ambos para ocupar espaço partidário por causa da campanha de 2014.
Discute-se agora se o desembarque ocorrerá imediatamente ou se deve ser antecipado. Amigos mais próximos do parlamentar garantem que o pedido de desfiliação do Partido do Movimento Democrático Brasileiro está sendo negociado em Brasília. Uma coisa é certa: Benjamim age para ter vida política própria.
Benjamim trata do assunto sobre a saída do PMDB pessoalmente. Esta semana ele deverá estar conversando com lideranças nacionais para definir a nova legenda que irá fixar filiação. Há quem diga que a decisão sobre o novo partido acontecerá nesta quinta (18). 
Vai assumir o comando de um partido na Paraíba, o mesmo destino tomado pelo empresário da construção civil Wilson Santiago, ex-senador, que deixou o PMDB para presidir o PTB da Paraíba, bem como, do ex-prefeito de Itaporanga Antônio Porcino que migrou para o PPS. (com Marcone Ferreira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário