Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

terça-feira, 30 de abril de 2013

Tese de candidatura de Cássio ao Governo do Estado com Luciano Agra na vice ganha fôlego em João Pessoa

Tese de candidatura de Cássio ao Governo do Estado com Luciano Agra na vice ganha fôlego em João Pessoa A tese sobre a possível postulação do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) ao Governo do Estado em 2014 continua sendo alvo de ‘pitacos’ nos bastidores da política paraibana.

Agora, no mesmo dia em que o ex-prefeito Luciano Agra (sem partido) recebeu a visita do senador tucano Cícero Lucena, o vereador Bruno Farias sai em defesa de uma chapa formada com Cássio disputando a majoritária e o ex-prefeito da Capital postulando a vice.

Para Farias, que é um dos aliados do grupo Cunha Lima no Estado, a chapa com a dupla seria imbatível, como uma espécie de ‘Romário e Bebeto’ na Copa que deu a dupla o título de tetra campeão mundial.

“Cássio governador e Luciano Agra vice. O Romário e o Bebeto em meu time nas eleições de 2014 seriam eles e ainda mais tendo como técnico o vice-prefeito Nonato Bandeira, que coordenaria a partida”.

Bruno lembrou que todo ‘time’ que Nonato conduziu até agora logrou êxito eleitoral.

“Ele tem formado boas equipes em toda chapa partidária. Em toda chapa que Nonato traça a estratégia do time, esse time tem saído vitorioso”, reforçou.

Nos bastidores, há a informação de que Cícero Lucena e Luciano Agra discutiram essa possibilidade de dobradinha entre Agra e Cássio para 2014. Lucena teria sido o porta voz do PSDB para tratar da conjectura com o ex-prefeito com vistas ao próximo pleito. A filiação partidária para que a coligação pudesse ser concretizada também teria sido uma das pautas da conversa.

Recentemente o ex-prefeito Luciano Agra declarou que mantém próximas as relações pessoais com o senador Cássio Cunha Lima, reforçando que nutriu uma amizade pelo tucano desde a época das eleições em 2010.

Cássio por sua vez também elogia a postura de Luciano Agra quando instado a falar sobre o amigo.

Por enquanto, a possibilidade de união entre a dupla trata-se de mais uma especulação que pode cair no gosto popular.

Vale lembrar que a união entre Cássio e Ricardo em 2010 surgiu depois da aceitação no ‘boca a boca’ popular. Na ocasião, Cássio era tido como o injustiçado, pois teve o mandato cassado e, o socialista Ricardo Coutinho, era tido como o melhor prefeito que a Capital paraibana teria tido. Uniu-se assim o útil ao agradável.




PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário