Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

quarta-feira, 29 de julho de 2009

UBAM defende o Vale-cultura no apoio à gestão cultural dos municípios

Os municípios brasileiros poderão ganhar mais um aliado na geração de emprego e renda no setor cultural, além da valorização das diversas manifestações das culturas locais.
Já está tramitando no Congresso Nacional, em caráter de urgência, a criação do vale-cultura. Benefício destinado a trabalhadores para a aquisição de bens e serviços ligados à promoção cultural, com a compra de Cds, livros, ingressos para peças teatrais e cinema.
Para o presidente da União Brasileira de Municípios (UBAM), Leonardo Santana, o benefício é de grande importância para que os Prefeitos busquem parcerias com artistas, grupos culturais, pintores, artesãos, atores, humoristas e outros profissionais do ramo, com o objetivo de estimular a população a aplicar os recursos do vale cultura, que é de R$ 50,00 por pessoa, dentro do próprio município.
“O governo Lula está concedendo um histórico incentivo para que os trabalhadores brasileiros possam ter acesso à cultura. Isso, com certeza, é um excelente programa de inclusão social e cultural, que vai levar benefício tanto aos trabalhadores como aos artistas da terra, valorizando a cultura nos Municípios”.
Leonardo disse que terão prioridade ao vale-cultura empregados com renda de até cinco salários mínimos. Acima desse critério, as empresas só poderão oferecer o benefício caso todos os trabalhadores com salários menores tenham sido atendidos com o vale.
O programa também prevê que as empresas que concederem o cartão Vale-cultura aos seus funcionários terão direito a deduzir até 1% no imposto de renda. O Ministério da Cultura espera aumentar em até R$ 600 milhões por mês o consumo cultural no país.
Dados do ministério indicam que apenas 14% dos brasileiros vai regularmente ao cinema, 96% não freqüenta museus, 93% nunca viu uma exposição de arte e 78% nunca assistiu a um espetáculo de dança.
Leonardo disse que a UBAM apóia o programa e defende que todos os Prefeitos busquem as parcerias para que haja mais valorização das culturas locais com geração de renda e mais oportunidade de lazer para os trabalhadores.

Jornalista JOSÉ VIEIRA – Assessoria UBAM

Nenhum comentário:

Postar um comentário