Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Efeito Ricúpero: Confira o vídeo da declaração bombástica de Maranhão: “Tenho pena de Ricardo Coutinho”

Depois de trocar o nome da governadora do Rio Grande do Norte em evento na Capital e causar mal-estar no encontro dos governadores ao defender moção rejeitada pelo Fórum, o governador José Maranhão (PMDB) cometeu outra gafe nesta quarta-feira (15). No programa Correio Debate, da TV Correio, sem saber que estava no ar ao vivo para as câmeras do Sistema Correio, Maranhão disse simplesmente : "Eu tenho pena é dele (Ricardo Coutinho), dessas críticas que ele anda fazendo".
Quando percebeu o desconforto do apresentador Helder Moura, o governador perguntou: "Está no ar?". Diante da resposta positiva, Maranhão não escondeu o constrangimento. Antes de encerrar o assunto, contudo, chegou a dizer que o prefeito da Capital "foi aliado" em várias campanhas.

Declarações

Em entrevista no final da manhã, Maranhão declarou que não iria ficar num "ping pong inútil" com o prefeito Ricardo Coutinho e garantiu que teria verbas para obras do governo do Estado em João Pessoa.

Inadvertidamente, José Maranhão terminou por repetir uma situação similar vivida pelo ex-ministro Rubens Ricúpero, da Fazenda, no final do anos 90. Por acidente, o áudio de sua conversa no intervalo com o jornalista Carlos Monforte, da TV Globo, vazou e o então auxiliar do presidente Itamar Franco (PSDB) foi flagrado em rede nacional falando como era importante no processo de eleição do presidente da República, por estar conduzindo o Plano Real. Ricúpero foi demitido por conta do episódio.

Veja o video:
clique no link abaixo:

Em entrevista no final da manhã, Maranhão declarou que não iria ficar num "ping pong inútil" com o prefeito Ricardo Coutinho e garantiu que teria verbas para obras do governo do Estado em João Pessoa.Inadvertidamente, José Maranhão terminou por repetir uma situação similar vivida pelo ex-ministro Rubens Ricúpero, da Fazenda, no final do anos 90. Por acidente, o áudio de sua conversa no intervalo com o jornalista Carlos Monforte, da TV Globo, vazou e o então auxiliar do presidente Itamar Franco (PSDB) foi flagrado em rede nacional falando como era importante no processo de eleição do presidente da República, por estar conduzindo o Plano Real. Ricúpero foi demitido por conta do episódio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário