Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

domingo, 6 de abril de 2014

PF e MPF investigam casos de fraudes no campo em cidades da Paraíba

Desvio de recursos do crédito rural, fraudes em documentos, rebanho subnotificado e compra de milho à Conab para negociação. A corrupção está no campo. Agricultores e criadores de gado aproveitam as facilidades de acesso aos programas do Governo Federal e a fragilidade das fiscalizações, para obter vantagens.
A Polícia Federal tem sete inquéritos instaurados sobre os crimes, e no Ministério Público Federal há quatro procedimentos em curso, que investigam, sobretudo, casos relacionados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Outro grande problema dos orgãos ligados ao desenvolvimento rural é o aumento do número de agricultores, que deixam de vacinar o rebanho contra doenças.
A Gerência Operacional de Defesa Animal (Goda), da Defesa Agropecuária do Estado, informou que, em 2013, dos 1,2 milhão de animais, 85,11% foram vacinados contra a febre aftosa. A meta era atingir no mínimo 90% de todo o rebanho.
Além da resistência à vacina, a Defesa ainda recebe denúncias de que criadores jogam o imunizante fora e apresentam apenas frascos vazios, colocando em risco a sanidade do rebanho e saúde das pessoas.

Jornal da Paraíba / Foto: Hugo Igaracy

Nenhum comentário:

Postar um comentário