Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Machantes sem local apropriado para trabalhar, e população prejudicada. Mas autoridades competentes promete resolver o agravante problema da carne em Piancó.


Um produto de qualidade é aquele que atende perfeitamente, de forma confiável, acessível, segura, e, no tempo certo, as necessidades dos consumidores de carne tanto bovina quanto suína e todos os tipos de carnes para o consumo humano. No caso o produto ser um alimento como carne bovina, e o cliente ser um consumidor moderno, muito seletivo, poder-se-ia adaptar esta definição de modo a incluir o valor nutritivo e sanidade. os atributos de qualidade da carne de acordo com as pesquisas realizadas foram classificados em: a) qualidade visual: aspectos que atraem ou repelem o consumidor que vai às compras; b) qualidade gustativa: atributos que fazem com que o consumidor volte ou não a adquirir o produto; c) qualidade nutricional: nutrientes que fazem com que o consumidor crie uma imagem favorável ou desfavorável da carne como alimento compatível com suas exigências para uma vida saudável, e d) segurança: aspectos higiênico-sanitários e a presença ou não de contaminantes químicos, como resíduos de pesticidas.
Em Piancó há mais de três anos, o matadouro foi fechado, e os machantes sem locais apropriados estão realizando suas matanças de forma clandestinas, não por culpa deles, mas de um sistema que não ofereceram solução para o agravante problema que se estende por todo o vale do Piancó. AA nossa reportagem, preocupado com esse fator, procurou as autoridades competentes no assunto, para poder esclarecer toda a sociedade sob a cabível medida adotada para resolver o problema.  Carne faz mal? Quem come mais carne sem uma avaliação por órgãos responsáveis por este tipo de produto– especialmente carne vermelha – tem índices maiores de câncer e de enfarte, as duas principais causas de morte do planeta. Os comedores de carne de má qualidade morrem mais de câncer de intestino, boca, faringe, estômago, seio e próstata.
De acordo com Zeca Padre, um dos machantes esclareceu a nossa reportagem que o prefeito Sales Lima e Dr. Marcilio juntamente com outros setores responsáveis ficou acertado que nesta semana para o inicio de outubro, irão pegar as documentações necessárias, para a reabertura do matadouro em piancó, até darem inícios as obras do futuro matadouro de Piancó, segundo o combinado com todos os machantes. Também entramos em contato com Joaquim da Frigotil em Piancó e Antonio Soares e o mesmo nos apresentaram notas fiscais e destinos de sua carne disposto para a venda direto ao consumidor.
Também entrevistamos alguns consumidores de Piancó, e os mesmo nos relataram que já chegou o momento de tomar uma atitude referente ao caso. Badé relatou que há quatros meses não consome mais a carne bovina em nossa cidade, por não sentir nenhuma segurança para sua saúde, pois o mesmo vê a carne sendo transportada de forma não higiênica, sem carros para um transporte seguro, machantes de todo o Vale do Piancó sentem-se atados para conduzir essa carne até os frigoríficos da cidade, não esquecemos que alguns deles mantém total higienização do local, enquanto outros não zela pelo bem comum da saúde pública de nossa população.
Visitamos a Vigilancia Sanitárias, e falamos sobre o trabalho deles referente ao caso da carne bovina, caprinas, suínas e ovinas consumidas neste município e a coordenadora nos relatou o seguinte:”A vigilância Sanitária, é um conjunto de medidas que tem como objetivo elaborar, controlar e fiscalizar o cumprimento de normas de padrões e interesses sanitários, relacionados ao consumidor. A partir do momento em a carne chega ao frigorifico, entra a ação da Vigilância Sanitária, para saber se a mesma está pronta para o consumo, e a mesma já vem fazendo esse trabalho de fiscalização, damos um prazo para se adequar. E a solução do problema seria a criação do matadouro”. Além disso, procuramos o diretor do meio ambiente José Rodrigues Filho e o Secretário de Agricultura Adailton Querubino. José Filho, relatou o seguinte: “A má qualidade de carne que estamos consumindo, onde a matança é de forma cruel, em que o animal é morto(Assistam os vídeos onde ele explica de forma mais coerente referente a problemática)”. Já o secretário de agricultura, apontou a solução explicando que o prefeito Sales Lima, já está tomando as devidas providências e que o mais breve possível o município ira abrigar todos os machantes de Piancó, até que seja feito o novo matadouro.

PiancóPB.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário