Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

domingo, 3 de março de 2013

Cícero admite aliança nacional PSDB/PSB em 2014, mas insiste em candidatura de Cássio para governo da PB


O senador Cícero Lucena (PSDB) afirmou que o partido já está praticamente fechado ao redor da provável candidatura do senador mineiro Aécio Neves como candidato a presidência da república em 2014. “Está cada dia mais consolidado”, afirmou.

Questionado se seria possível uma aliança dos tucanos com o PSB, de Eduardo Campos, na disputa nacional, o senador saiu-se: “Tudo é possível”. Curiosamente, Cícero é completamente contra a aliança com o PSB na disputa estadual. Ele defende a candidatura de Cássio Cunha Lima (PSDB) para o Governo do Estado.

O tucano deixou claro, se depender dele, a aliança entre Ricardo Coutinho e Cássio não existe. O senador afirmou que o melhor caminho para o PSDB é a candidatura própria. “Eu defendo o nome de Cássio Cunha Lima para disputar o Governo do Estado”, colocou Cícero.

Apesar da opinião de Cícero, Cássio mantém uma aliança com Ricardo e nada, até o momento, indica que a união será rompida.

Contra a aliança, Cícero preferiu não declarar o que faria na condição de Cássio e Ricardo manterem a aliança até o início das eleições. “Não tem porque falar sobre isso, ainda está muito longe. Falta um ano e seis meses”, declarou.

Nem todas as opiniões de Cícero e Cássio são diferentes. Os dois senadores concordam quanto à aproximação do ex-senador Wilson Santiago à chapa governista. Cássio afirmou que não há problemas na adesão do atual peemedebista, mas desde que ele esteja ciente de que precisa entrar na fila e outras lideranças terão prioridade na chapa majoritária. “Concordo plenamente”, concluiu.

PortalIndependente

Nenhum comentário:

Postar um comentário