Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Simpatizantes do comunismo alemão criam grupo de estudo em Igaracy

Objetivo é estudar a sociedade e buscar transformá-la político e socialmente

Por Isaías Teixeira/Folha do Vale - Um grupo de jovens de Igaracy simpatizante das ideias comunistas de Karl Max, economista e filósofo alemão que viveu no século XIX, resolveu fundar um grupo de estudo da Teoria Marxista no município, visando pensar a cidade e região no âmbito político, econômico e social sob os preceitos do marxismo-leninismo (teoria de Marx adaptada por Vladimir Lenin, revolucionário russo, falecido no início do séc. XX).

O grupo foi fundado no dia 9 de novembro do ano passado e o início das atividades foi marcado pela apresentação de uma palestra, intitulada de A Luta de Classes e o Papel do Proletariado, ministrada pelo igaraciense Marco Maciel Dias e Costa, que é o idealizador do estudo. Ele é físico e militante do Partido Comunista Revolucionário (PCR), conforme apurou a Folha (www.folhadovali.com.br).

De acordo com o grupo, o estudo “se faz necessário devido a intensificação da luta de classes a nível internacional, como consequência da crise econômica do modo de produção capitalista; a corrupção e desmoralização da classe política no contexto nacional e local”.

Conforme Marco Maciel, “sendo o marxismo-leninismo uma ciência materialista, focaremos nosso estudo, a priori, em problemas do nosso cotidiano, isto é, problemas de nossa cidade como a desigualdade social, a política paternalista, a exploração política sobre o povo (principalmente daqueles que não tem uma formação escolar) e a alienação".

Apesar da queda do muro de Berlim e do desaparecimento da União Socialista Soviética, os pensamentos de Karl Marx continuam influentes. Sobre o capitalismo, por exemplo, ele afirmava que nesse sistema econômico sempre haverá injustiça social, e que o único jeito de uma pessoa ficar rica e ampliar sua fortuna seria explorando os trabalhadores.

Karl Marx defendia a revolução do proletariado contra a burguesia, a tomada do poder e a construção de uma sociedade socialista. Mas, segundo ele, “isto só seria possível em um país onde o capitalismo já estivesse em um estágio avançado e onde o operariado, trabalhadores da indústria, tivesse uma mentalidade revolucionária”.

Peço licença ao amigo Marcos Maciel para divulgar o Curso que já tem local, data e hora e será dado por ele no próximo sábado na cidade de Igaracy, veja:

Grupo de Estudo Teoria Marxista

Convidamos a todos os igaracienses para assistir ao seguinte mini-curso:

Introdução ao Marxismo

Palestrante: Marco Maciel Dias e Costa

Local: Colégio Municipal Nossa Senhora dos Remédios
Data e Horário: em 18/02/2012, às 14:30 h Cidade de Igaracy – PB

Participe você também!

2 comentários:

  1. com certeza terão pessoas com estudos e intuitos mais democráticos e socialistas q esta democracia capitalista existente nos dias de hoje. parabéns aos participantes

    ResponderExcluir
  2. ...temos que ter um sistema socialita adaptado ao capitalismo.Nao podemos mais ser reacionarios nem tao pouco revolucionarios pela emoçao e o idealismo politico do Ernestro Guevara..hj o mundo é globalizado enao cabe mais o marxismo nele...social democracia é o futuro...e viva Lula...mas ainda odeio a burguesia aristrocratica oligarca...por isso sou do partido socialista brasileiro.

    ResponderExcluir