Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O VALE DO PIANCÓ CLAMA POR MAIS PERITOS PARA O IML

Na condição de cidadão e de pastor, venho,por meio desta nota, em nome do povo do vale do piancó, expor a seguinte situação:
Diante da escalada da violência que vem campeando em todo o estado da Paraíba, e a nossa região não fica de fora, e do constrangimento pelo qual passam familiares de vítimas de homicídios e acidentes automobilísticos, entre outros, a população do Vale do Piancó pede, com urgência, ao Governo do Estado providencias no sentido de contratar o mais rápido possível, servidores peritos para a unidade do IML da cidade de Patos, para cobrir nossa região.
Também, quem sabe, implantar no vale uma unidade do IML, já que a referida região comporta quase 200 mil pessoas.
Há muito tempo a população clama por essa providencias, já que o constrangimento é grande de ver o corpo de um ente querido, já sem vida, ficar horas e horas exposto sob sol causticante e chuvas, esperando a liberação, que se faz mediante a presença desses profissionais.
Foi revoltante assistir a dor de uma família, há alguns dias atrás, quando um jovem foi assassinado às dez horas da manhã, e o seu corpo ficou exposto ao sol por mais de cinco horas. Familiares e a população ficaram revoltados, já que a demora se deu por número mínimo de médicos peritos da cidade de Patos, que se encontravam em outra região do sertão fazendo perícia em outro cadáver.
Há casos em que às vezes as famílias das vítimas não podem nem se quer velar os corpos, devido seu estado avançado de decomposição. Isso é deplorável, humilhante, injusto.
Na cidade de Itaporanga, há um carro “rabecão” para transportar cadáveres para Patos,o que falta mesmo é aumentar o número de peritos no IML de Patos, para atender todo o sertão,de forma rápida e eficiente.

Padre Djacy Brasileiro, em 13 de fevereiro de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário