Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Wilson Filho organiza II Conferência Nacional da Juventude

O deputado federal Wilson Filho (PMDB), está encarregado de tarefas importantes, desde ontem (07), no trabalho que desenvolve em favor da juventude brasileira. Como representante do Congresso Nacional, no Conselho Nacional da Juventude, passa a organizar, juntamente com os membros do Conjuve, a II Conferência Nacional da Juventude, que vai ocorrer entre 09 e 12 de dezembro próximo. Mais imediatamente, terá a tarefa de coordenar, na Paraíba, as conferências municipais do evento, que têm início a partir de 31 de agosto próximo.

Segundo Wilson Filho, o CNJ reuniu todos os seus integrantes, no começo desta semana, para lançar, oficialmente, a II Conferência Nacional da Juventude, que tem como lema ‘Conquistar Direitos, Desenvolver o Brasil”, Ainda segundo ele, também houve debate sobre o Plano Plurianual da Juventude e balanço de etapas municipais, territoriais e livres, iniciadas em 1º de junho, no rumo das conferências municipais que serão realizadas a partir de agosto próximo.

O lançamento da Conferência contou com a presença da secretária do Conjuve, Severine Macedo, da secretária-adjunta, Angela Cristina Guimarães, que também é presidente da Comissão Organizadora da Conferência, e do presidente do Conselho, Gabriel Medina. Também houve um debate sobre o Plano Nacional de Banda Larga, com a participação do deputado federal Newton Lima, integrante da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados, de Carolina Ribeiro, da organização Intervozes (Coletivo Brasil de Comunicação Social), e de representante do Ministério das Comunicações.

Estão na pauta dos trabalhos das Conferencias os temas: I – Juventude: Democracia, Participação e Desenvolvimento Nacional; II – Plano Nacional de Juventude: prioridades 2011-2015; III – Articulação e integração das políticas públicas de juventude. O debate levará em consideração a realidade de cada estado, município, território e das entidades organizadoras.

As etapas livres podem ser realizadas, presencial ou virtualmente, em âmbito municipal, estadual, territorial ou temático, mas não elegem delegados. Já as etapas municipais, regionais e territoriais, além de eleger os delegados, aprovam resoluções para a fase subseqüente.

Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário