Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

TRE declara ilegalidade de pesquisa Vox Populi de intenção de votos

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) acolheu, na tarde desta terça-feira (28), recurso do candidato ao Senado Federal Cássio Cunha Lima (PSDB) contra a pesquisa Vox Populi que colocou o nome de Silvia Cunha Lima como candidata ao Senado no lugar do ex-governador.

A decisão monocrática foi assinada pelo juiz Rodrigo Marques Silva Lima, que determinou a suspensão da pesquisa com base no artigo 3º , parágrafo único do artigo 16 da Resolução 23.190 – 2009, que diz que a partir de 5 de julho de 2010, o nome de todos aqueles que tenham solicitado registro de candidatura deverá constar das pesquisas realizadas mediante apresentação da relação dos candidatos ao entrevistado.

O juiz eleitoral destacou que a partir do momento que o nome de Cássio Cunha Lima foi excluído da pesquisa, o candidato pode ter sido prejudicado porque o eleitorado pode ser influenciado pelo resultado da Vox Populi, que não apresentou as intenções de voto para o tucano.
O magistrado determinou ainda que seja informado a todos os partidos e coligações que a pesquisa ilegal tenha a sua veiculação suspensa em qualquer meio de propaganda eleitoral.

Por fim, a Justiça Eleitoral determinou ao Sistema Correio que publique e divulgue esclarecimentos com o mesmo destaque utilizado na divulgação da pesquisa impugnada por omissão ao nome de Cássio Cunha Lima como uma das opções ao Senado da República.


Assessoria de Cássio C. Lima
Postado por Folha VIP de Cajazeiras

Nenhum comentário:

Postar um comentário