Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Padre Djacy é recebido pela UGT em São Paulo


Ativista conhecido pela luta contra o flagelo da seca que atinge o povo do Nordeste, a maior em 40 anos, diga-se de passagem, o padre Djacy Brasileiro, da cidade paraibana de Pedra Branca,se reuniu a pedido de Chiquinho Pereira, presidente do Sindicato dos Padeiros de SP e secretário de Organização e Políticas Sindicais da UGT(União Geral dos Trabalhadores) com dirigentes sindicais no dia 29 de janeiro, em São Paulo.
Em relato emocionado, padre Djacy falou do descaso do governo federal na questão da seca e da fome que atinge hoje 12 milhões de nordestinos, sobre os oportunistas que se beneficiam da indústria da seca e da inércia do governo no socorro ao povo nordestino.  “Falta valentia política, interesse, coragem, por parte dos políticos nordestinos e de todo o país”.
Segundo o padre, as obras do programa de Transposição das Águas do Rio São Francisco se encontram praticamente paradas no governo da presidente Dilma. “Nesse governo, as obras estão a passo de tartaruga”.  “Não sou contra a realização da Copa do Mundo de 2014. Mas a pergunta é: quem se beneficia? Os pobres ou a classe empresarial? São 12 milhões de nordestinos que precisam demais da ajuda do governo”.
Padre Djacy obteve da UGT o compromisso de solicitar uma reunião da central com a presidente Dilma e o envio de um ofício ao Tribunal de Contas da União (TCU) para saber os motivos que levaram a paralisação das obras. Para Chiquinho Pereira, no momento, a coisa mais importante é concluir a obra da transposição. “Essa obra precisa com urgência ser concluída. Não dá para relegar ao segundo plano a fome e a seca que assola o povo do Nordeste”. Chiquinho defendeu a mobilização da UGT nas áreas afetadas.
Padre Djacy é conhecido pelas manifestações que vem fazendo em todo o país. Em 2007, fez um protesto em frente ao Palácio do Planalto portando uma cruz feita com latas de tinta, aquelas usadas pelos sertanejos para carregar água. O encontro, contou com a presença do presidente da UGT, Ricardo Patah, Chiquinho Pereira, secretário de Organização e Políticas Sindicais da UGT, diretores da central e dos deputados estaduais Geraldo Cruz (PT) e Ramalho da Construção Civil (PSDB).
  Reunião de diretores da UGT com o Padre Djaci
 Chiquinho Pereira, Padre Djaci e Ricardo Patah
Diretoria da UGT apoia luta a favor do povo nordestino

Reportagem: Glaucia Padilha
Fotos: Paulo Rogério “Neguita”
Exclusividade HugoIgaracy

Nenhum comentário:

Postar um comentário