Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

quinta-feira, 24 de maio de 2012

COMEÇA A FUNCIONAR A FORÇA-TAREFA DE PARLAMENTARES PARAIBANOS EM BRASÍLIA

A palavra de ordem a ser seguida é Ação!
O Deputado Federal Wilson Filho reuniu a bancada da Paraíba no Congresso Nacional hoje, pela manhã, para planejar ações da Força-Tarefa de combate aos efeitos da seca na Paraíba. Wilson Filho propôs, e a bancada aprovou, retornarem ao Ministro da Integração para cobrarem daquela autoridade as ações de combate às consequências da estiagem que foram prometidas à bancada, na semana passada.
“É importante monitorarmos as questões pertinentes à Paraíba, não só no Ministério da Integração Nacional, mas também em todos os outros Ministérios, a fim de mantermos o Governo enfocado em nosso Estado”, disse Wilson Filho. Essa ação é mais um passo de uma sequência de acontecimentos promovidos por Wilson Filho na Paraíba para que o Estado acelere atitudes imprescindíveis ao seu desenvolvimento pleno, sem condicionantes tão graves como as que se têm feito presente.
Fazem parte dessa sequência as reuniões que o Deputado Federal do PMDB paraibano fez com os Prefeitos de Municípios vitimados pela seca, o recente Seminário ocorrido segunda-feira passada, na Assembleia Legislativa da Paraíba, e vários encaminhamentos que Wilson Filho tem dado ao seu mandato. “A palavra de ordem a ser seguida é ação. Temos o compromisso de levar água aos Municípios que não a têm e desenvolver o nosso Estado”, afirmou Wilson Filho.
Compromisso também com o enfrentamento às drogas
A pedido do Deputado Wilson Filho, a bancada também irá ao Ministro da Justiça cobrar ações do Plano Nacional de Enfrentamento às Drogas na Paraíba. Wilson Filho ressaltou à bancada da Paraíba no Congresso Nacional que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, existem, mais de 100 mil usuários, só de crack, no Estado. “A bancada tem que agir e dar uma resposta, tanto pela urgência do assunto quanto pela proximidade da Semana Nacional de Combate às Drogas”,declarou Wilson Filho.

ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário