Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Candidatos denunciam esquema de "caixa 2" em doações para campanha de Ricardo Coutinho, por empresas beneficiadas pelo FAIN...

Tárcio-e-Nelson-PSOL2
Candidatos ao governo e senado, Tárcio Teixeira e Nelson Júnior, ambos do Psol, acabam de fazer uma denúncia grave que remete para o Ministério Público Eleitoral uma investigação trilhando pelo caminho do uso de suposto “caixa 2” na campanha do PSB, do governador Ricardo Coutinho. A notícia foi veiculada pelo Wscom nesta sexta (19).
Conforme a matéria, envolve um esquema de doação de dinheiro para a campanha do governador Ricardo. Segundo os candidatos denunciantes, diz respeito a participação de empresas beneficiadas com isenção fiscal de até 15 anos, algo denunciando durante a aprovação da lei pela Assembleia Legislativa.
Detalhe: as doações ocorrem após as concessões do beneficio. Veja agora o curso das operações, como elas funcionavam: na segunda prestação de contas parcial ao Tribunal Regional Eleitoral consta doações da Via Engenharia na campanha de Ricardo no valor de R$ 1.743.544,00. É bom lembrar que essa empresa é responsável pela construção do Centro de Convenções de João Pessoa.
tarciodocutarciodoc
Os candidatos do Psol denunciam, ainda, que a empresa Elizabeth Porcelanato fez uma doação de R$ 500.000,00 mil em 15 de agosto, em pleno período da macro-campanha eleitoral, conforme o TRE. Tárcio e Nelson Júnior jogaram ao meio-fio que duas empresas do grupo, a Elizabeth Cimentos e Elizabeth Mineração; foram favorecidas com a tal da renúncia fiscal do governo, conforme edição do Diário Oficial do Estado de 6 de setembro de 2014.
Chamou a atenção na denúncia que em 15 de agosto a empresa Intercement (antiga Cimpor) foi beneficiada pelo FAIN (Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Industrial da Paraíba) e, por coincidência, fez uma doação no valor de R$ 200 mil a campanha do “socialista” Ricardo Coutinho.
Veja o que disseram os candidatos: “Esta é mais uma comprovação de que na prática o candidato e atual governador se utiliza dos instrumentos legais de Governo para reforçar seu caixa de campanha, de forma claramente comprometedora em relação ao interesse púbico, portanto, a sociedade paraibana precisa se advertir contra os maus exemplos adotados por quem posa de paladino da Justiça mas compromete o bem público em troca de apoio para sua campanha”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário