Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Resultados das urnas em 2012 deixam nas mãos de Cássio mais uma vez ‘destinos’ da Paraíba e o povo já o quer candidato ao governo em 2014

A votação obtida pelo futuro prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB) que eve no último pleito 130.106 votos, o que equivale a 59,14% do total dos votos válidos, mais uma vez põe nas mãos do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) principal padrinho político do tucano, como, mais uma vez, figura ‘determinante’ no tabuleiro eleitoral na Paraíba. Tudo exemplificado por alguns números: mesmo com 280.207 eleitores, numero inferior a João Pessoa que possue 473.077, evidencia que na Rainha da Borborema, todas as sinalizações dos eleitores da cidade e lideres políticos campinense, como sendo um verdadeiro ‘fiel’ da balança nas eleições estaduais.  
Dona de exemplos recentes de unidade no voto, Campina Grande literalmente tem definido todos os embates eleitorais na Paraíba e Cássio, como líder político na cidade, sai fortalecido do pleito e observa 2014 com uma conjuntura bastante favorável. Principal responsável pelas vitórias de Ricardo Coutinho (PSB) em 2010 e pela surpreendente vitória de José Serra (PSDB) contra Dilma (PT) nas eleições presidências em CG, apenas reverberam a liderança de Cássio.  
Fazendo política com passos largos, Cássio se credencia mais uma vez a ser o principal expoente na política de articulações para 2014, adotando um discurso ‘conciliador’ com o governador Ricardo e com influencia na gestão, Cássio pode se dar ao luxo de indicar novamente o vice na chapa governamental, ou quem sabe, caso faça uma boa articulação, pleitear novamente a cadeira do Palácio da Redenção.  
Ou seja, Cássio aguarda um 2013 de consolidação e aguarda um 2014 com a serenidade e a tranqüilidade de que todos os lideres políticos voltarão a respeitar a sua força em Campina Grande e na Paraíba. Como bom estrategista, Cássio faz uso de um verso cantado pelo poeta Flávio José: “Se aveche não que amanhã pode acontecer tudo e inclusive nada”.  
Cássio saiu mais fortalecido do que se imagina nas eleições 2012, com mais seis anos de mandato no Senado, Cássio hoje é o líder político paraibano em situação mais confortável, atento as articulações rumo as eleições 2014,o tucano analisa atentamente cada cenário, cada articulação de bastidores. Dono de um exército bastante 'leal', Cássio vê o chegar de 2013 com bastante serenidade:  o tempo determinará seu futuro político. (com PBAgora)

Nenhum comentário:

Postar um comentário