Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

MST ocupa agências do Banco do Nordeste em Solânea, Sapé e Patos para negociar dívida. Confira!

Cerca de 500 famílias assentadas do MST da Paraíba ocuparam os Bancos do Nordeste dos municípios de Solânea, Sapé e Patos. O objetivo da ação é renegociar a dívida dos agricultores destas regiões com o Banco.

As ocupações do Banco do Nordeste seguem até que haja renegociação da dívida dos agricultores. “É preciso que os agricultores negociem suas dívidas para que possam acessar novos créditos e continuar produzindo”, explicou Batista.

 
“Os agricultores e as agricultoras se endividam por causa da incapacidade do Estado Brasileiro em resolver problemas como a seca e a burocratização e ainda são culpabilizados por isto como se fossem criminosos”, declara Rosivan Batista, dirigente estadual do MST da Paraíba. Só este ano, o Governo Federal investiu 150 bilhões de reais no agronegócio brasileiro, enquanto a agricultura familiar ficou com apenas 2 bilhões. “Esta diferença de investimento já deixa claro para nós que a prioridade do governo é o agronegócio, enquanto a política de assentamento parou”, afirma Batista. Nos últimos 4 anos o governo não assentou nenhuma nova família, todo o dinheiro destinado para vistoria e indenizações para desapropriação de terras, eram recursos que estavam empenhados há mais de 5 anos no Incra. “É diante desse quadro de negação da reforma agrária que estamos ocupando estes bancos porque os assentados e assentadas não podem ficar com a faca no pescoço, enquanto os grandes projetos do agronegócio bebem direto da fonte do governo”, denunciou Rosivan.




Assessoria/diamanteonline

Nenhum comentário:

Postar um comentário