Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Prefeito lamenta falta de apoio dos governos federal e estadual e teme catástrofe social. Confira!


Com várias comunidades rurais em seu município sem água em função da seca dos açudes e enfrentando dificuldades financeiras e de acesso para abastecer as populações difusas, o prefeito Tintin, de Aguiar, está preocupado com a situação atual e prevê o agravamento do problema.

Conforme o gestor municipal, entre os sítios aguiaenses, a Serra de São Pedro, uma localidade rural com mais de 150 habitantes, vive uma situação crítica por causa da dificuldade de acesso para levar água à comunidade. “Já tentamos de todas as formas, mas o caminhão não sobe à serra, e até um trator que nós mandamos com uma carga d’água não conseguiu vencer a estrada”, lamentou o prefeito, que não sabe mais o que fazer e teme que a comunidade desapareça por falta d’água, ou seja, que as pessoas sejam obrigadas a abandonar suas casas, uma ameaça que ronda outros sítios regionais.

Se a estiagem deste ano é uma das maiores das últimas décadas, provocando um verdadeiro caos no campo, a falta de apoio dos governos federal e estadual com relação, principalmente, ao abastecimento d’água também preocupa o gestor.

Para Tintin, hoje o maior problema é a falta d’água nas comunidades rurais porque está relacionado à sobrevivência humana, segundo ele, e não apenas em Aguiar, mas em toda a região, inclusive atingindo também algumas cidades. “A situação é crítica porque não há mais água nas comunidades e a região toda está ficando sem água e não há de onde tirar, pois até Coremas encontra-se com seu nível muito reduzido”, lamentou.

O prefeito diz que é impossível para um gestor municipal, sem o apoio federal e estadual, resolver o problema d’água das populações rurais e prevê um colapso total no abastecimento tanto na zona rural quanto nas cidades, caso a estiagem e a omissão das esferas superiores de poder se prolonguem ainda mais.

Folha do Vale

Nenhum comentário:

Postar um comentário