Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Restos do papa João Paulo 2º serão expostos para veneração

Cidade do Vaticano(Vaticano) - Os restos do papa polonês João Paulo 2º(Karol Jozef wojtyla), morto em 2005, serão expostos para veneração na Basílica de São Pedro no Vaticano, assim que for concluída, em 1º de maio, a cerimônia de beatificação, informou nesta sexta-feira(18Fevereiro2011) o Vaticano.

Os restos permanecerção em frente ao altar-mor do templo, até que se esgote o fluxo de fiéis que desejarem reverenciá-los, precisa o comunicado. O Vaticano estima que até dois milhões e meio de pessoas assistirão à cerimônia de beatificação de João Paulo 2º, o primeiro papa polonês da história, que esteve à frente do trono de São Pedro por 27 anos.

Segundo a agência de notícias católica i.media, Bento 16 será o primeiro a se recolher ante os restos de seu predecessor. A assessoria de imprensa da Santa Sé reiterou que, para assistir às diferentes cerimônias, não será necessário adquirir nenhum ingresso e recordou que as audiências e atos pontifícios são todos gratuitos

O Vaticano decidiu fazer o esclarecimento devido "à oferta indevida, principalmente através da Internet, de entradas para audiências e cerimônias religiosas, em particular para a beatificação do Servo de Deus, João Paulo 2º". A cerimônia de beatificação de João Paulo 2º será celebrada domingo, 1º de maio, na praça São Pedro, e presidida por Bento 16.

Varias missas e atos religiosos foram programados para a ocasião. João Paulo 2º está entre os pontífices mais populares da história recente. Na véspera da beatificação, no dia 30 de abril, será celebrada missa preparatória no Circo Máximo, no centro de Roma e, no dia 2 de maio, será oficiada missa de ação de graças na praça de São Pedro, presidida pelo cardeal Tarcisio Bertone, Secretário de Estado.

A sepultura definitiva de João Paulo 2º será na capela de São Sebastião, ao lado da capela onde fica a célebre 'Pietà' de Michelangelo, na ala direita do templo.


Sala de imprensa
Falando aos jornalistas, após o anúncio oficial da cerimônia de beatificação de João Paulo II, no próximo dia 1 de Maio, o director da sala de imprensa da Santa Sé padre Lombardi mostrou-se confiante de que os três meses e meio que faltam para a celebração serão suficientes para “preparar a cidade de Roma para acolher os numerosos peregrinos que vão querer estar presentes”.

Por tradição, os restos mortais dos Papas beatificados são transferidos da cripta, onde estão enterrados, para o andar principal. O padre Lombardi adiantou que as obras na Basílica de São Pedro se iniciaram “junto da capela de São Sebastião”, na nave, junto da famosa "Pietà" de Michelangelo. O caixão será transferido para este espaço, para debaixo do altar da capela, onde será identificado com a inscrição "Beato João Paulo II", em latim.



Antes desta mudança, vai ser necessário mudar os restos mortais de Inocência XI, que ali se encontram desde 1956, para o altar da Transfiguração, na mesma Basílica. Relativamente ao processo de beatificação do falecido Papa polaco, o porta-voz do Vaticano assegurou que “todos os passos foram dados com cuidado” e que Bento XVI “é muito exigente, a esse respeito”.

Na cerimónia do próximo dia 1 de Maio, presidida pelo actual Papa, no Vaticano, vai ser anunciada a data da festa litúrgica do futuro beato.


* Folha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário