Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Matéria do Jornal Folha do Vale; Com custo elevado da folha de pessoal, Igaracy investiu pouco em algo essencial ao município

             Por Redação da Folha – Entre janeiro e setembro deste ano, a Prefeitura de Igaracy empenhou despesas da ordem de 9,5 milhões de reais, mas a maior parte desses recursos empenhados foi para o pagamento dos servidores municipais e obrigações patronais à Previdência, conforme dados do Tribunal de Contas do Estado.
                No período desses noves meses, a folha de pessoal e as obrigações patronais tiveram um gasto de 6,7 milhões de reais, mas nem tudo foi pago, ocorrendo um déficit de cerca de um milhão de reais, o que significa que houve atraso de salário de servidores e atraso de contribuição previdenciária entre janeiro e setembro.
                Até o mês nove, o município tinha 469 funcionários, dos quais 141 eram contratados temporários e comissionados, ou seja, foram admitidos ao serviço público por critério politico, resultando em um expressivo impacto na folha de pagamento.
                Com tantos servidores para pagar, além das despesas também com fornecedores, sobrou pouco para investimentos em melhorias para a população: no período, a Prefeitura gastou menos de 500 mil reais com obras e instalações, serviços essenciais para avanços na qualidade de vida do povo urbano e rural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário