Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

sábado, 29 de junho de 2013

Popularidade de Dilma Rousseff cai a 30% após protestos

A popularidade da presidente Dilma Rousseff caiu de 57% a 30% desde a primeira semana de junho, impactada pelos grandes protestos nas ruas que exigiam melhores serviços e o combate da corrupção, segundo uma pesquisa do instituto Datafolha publicada neste sábado.

A quantidade de entrevistados que consideram o governo de Dilma "ruim ou péssimo" aumentou de 9% a 25% desde a pesquisa de 6 e 7 de junho.

Em março, a presidente tinha popularidade de 65%.

Em junho, Dilma Rousseff perdeu mais de 20 pontos de popularidade em todas as regiões do país, segundo a pesquisa.

Os protestos explodiram há mais de duas semanas motivadas inicialmente pelo aumento dos preços das passagens dos transportes públicos, mas depois viraram um gigantesco movimento que pede serviços públicos melhores e mais investimentos em áreas como saúde e educação.

Os milhares de brasileiros que saíram às ruas de várias cidades também criticaram a corrupção dos políticos e os gastos bilionários na organização da Copa das Confederações e da Copa do Mundo de 2014.

Durante os protestos de 20 de junho, mas de um milhão de brasileiros saíram às ruas. Em alguns momentos, as manifestações terminaram com confrontos com a polícia e cenas de violência.

Antes do início dos protestos, a Dilma Rousseff era considerada favorita para a reeleição nas eleições presidenciais de outubro de 2014.

A popularidade da presidente já havia registrado queda entre março e junho, de 65% a 57%, afetada pelo lento crescimento da economia e a alta da inflação.

A pesquisa do instituto Datafolha ouviu 4.717 pessoas em 196 municípios do país, que tem 194 milhões de habitantes. A pesquisa tem margem de erro de 2%.

Fonte: Yahoo

Nenhum comentário:

Postar um comentário