Frase

“Não troco meu “Oxente” pelo “ok” de ninguém” – Ariano Suassuna

quarta-feira, 16 de março de 2016

Empresas acusadas de fraude em licitação só 'executam obras' no Sertão, vejam:


Promotores do MP informam detalhes da Operação Andaime (Foto: Walla Santos)
As três empresas denunciadas ao Tribunal de Justiça pelo Ministério Público da Paraíba de mascarar desvios de recursos públicos em favor próprio e de terceiros, lavar o dinheiro público desviado e fraudar os fiscos federal e estadual, tudo através das empresas “fantasmas”, têm uma ‘ampla folha de serviços’ prestado às Prefeituras do Sertão da Paraíba.
As empresas Servcon Construções Comércio e Serviços Ltda. – EPP, Tec Nova – Construção Civil Ltda. – ME e Lorena & Adria Construções, Comércio e Locações Ltda., consideradas de fachada, estão sendo investigadas por envolvimento com os crimes denunciados pela Andaime.
Somente em 2015, por exemplo, a Construtora Servcom abocanhou R$ 788.882,55 de três prefeituras (Bernardino Batistas, Vieirópolis e Joca Claudino). As prefeituras não foram citadas na 3ª fase da Operação Andaime. Os dados estão disponíveis  no  Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres) do Tribunal de Contas do Estado.
A Tec Nova, outra empresa apontada  como ‘fantasma’ na Operação Andaime, criada com o objetivo de fraudar licitações, também consta no Sagres com contratos no mesmo ano. A Tec Nova foi responsável pela execução de obras ou serviços nas prefeituras de Bernardino Batista e Joca Claudino. A empresa também consta no Sagres com contratos com as prefeituras de Cajazeiras, Monte Horebe e Uiraúna, alvos da 3ª fase da operação. De Bernardino Batista e Joca Claudino, a Tec Nova embolsou  R$ 120.929,40 no ano passado, pelos “serviços prestados”.

A terceira é última empresa citada na Operação Andaime – a Lorena & Adria Construções Comércio e Locações Ltda, que lucrou em 2015, R$ 1.044.954,66 . A Lorena & Adria foi contemplada pelas prefeituras de Bonito de Santa Fé (R$ 211 mil), Igaracy (R$ 193 mil), Aguiar (R$ 345 mil) e Itaporanga (R$ 294 mil). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário